Pesquisar

Passageiro

O barulho cadenciado do trem
despertou a saudade da infância.
Senti sua passagem.

O trem da vida
segue sem volta
levando consigo
momentos, lembranças, afetos…

Voltar não tem mais jeito,
resta-me seguir em frente
sem perder a direção,
o ritmo, a cadência,
e isto não é fácil.

Pequeno,
sigo sereno
e aguardo a parada última,
a Estação da Ternura.

Dom Geovane Luís Da Silva
Seja serviço de amor | Bispo diocesano de Divinópolis

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira
plugins premium WordPress Pular para o conteúdo