Pesquisar

Comunidade Vicentina do Vale do Aço inaugura projeto Amor em Forma de Banho

Em 27 de setembro, dia de São Vicente de Paulo, foi inaugurado em Ipatinga, o projeto “Amor em Forma de Banho” que visa ofertar um olhar de acolhimento, uma escuta atenta aos irmãos e unir os movimentos, pastorais e vicentinos, criando uma rede de apoio aos irmãos e irmãs em situação de rua. O evento aconteceu na Comunidade Senhor dos Passos.

A iniciativa partiu da Comunidade Vicentina do Vale do Aço e contou com a presença de confrades e consocias de Ipatinga, do Vale do Aço, Governador Valadares e de Juiz de Fora. O Pe. José Geraldo de Melo, o Diác. Elias Silva, autoridades civis e representantes de outras denominações religiosas participaram da inauguração.

Na prática o projeto leva à população de rua um trailer composto de três banheiros, sendo dois masculinos e um feminino adaptado para pessoas com deficiência. Todos eles equipados de chuveiros com água quente e vasos sanitários. Foi adquirida também uma camionete para deslocar o equipamento para os pontos de atendimento e acolher doações.

A inauguração

Antes de chegar ao chuveiro, os homens tinham a opção de fazer a barba e cortar o cabelo. As mulheres também, se quisessem, poderiam cortar o cabelo. Depois seriam encaminhados a uma banca onde receberiam a doação de roupas limpas, toalhas limpas e um quite de produtos para higiene pessoal. Após o banho, teriam a opção de levar ou não as roupas sujas. As toalhas seriam devolvidas.

Para Wallace da Silva, um dos assistidos e morador em situação de rua procedente da cidade de Teófilo Otoni, tomar esse banho foi uma das melhores coisas que lhe aconteceu. Segundo ele, “já há mais de uma semana que não tomava banho, eu tava com vergonha até de passar perto das pessoas por causa do cheiro, me sentindo um bicho, diz ele. Tô me sentindo gente de novo e Que Deus abençoe os vicentinos”, concluiu.

Outra assistida, Maria Elmira, também em situação de rua, após o banho, de roupa limpa e cabelo penteado, saiu cantando, agradecendo aos vicentinos e abençoando a todos.

“A presença de Deus vendo a alegria e união de seus filhos, vicentinos e assistidos, é contagiante. Imagino como deve estar São Vicente de Paulo nesse dia de seu aniversário, como deve estar feliz, disse a Consocia Ipatinguense Ana Garcia de Moura

A Festa

No período da tarde, o Diác. Elias Silva chamou o público para solenidade de inauguração compondo a mesa com o Wanderson, do Conselho Metropolitano de Juiz de Fora, Wander, presidente do Conselho Metropolitano de Governador Valadares, o Cabo Junior do Corpo de Bombeiros Militar de Ipatinga, a vereadora Cida, presidente da Comissão dos Direitos Humanos de Ipatinga e Alexandro do Espírito Santo, representando o poder Executivo Municipal. Também compuseram a mesa a Etelvina, coordenadora da Pastoral de Rua do Regional III da Diocese de Itabira e Coronel Fabriciano, a Elizabete, que é membra do Conselho Nacional do Brasil da Sociedade São Vicente de Paulo (SSVP), Alisson Siqueira, uma pessoa em situação de Rua, Pe. José Geraldo de Melo, pároco da Paróquia Cristo Rei de Ipatinga e Vilmar Ribeiro da Conceição, presidente do Conselho Central de Ipatinga.

Nos discursos desses representantes alegria e o entusiasmo com o projeto inaugurado. Todos falando com energia sobre como os seus representados participam desse empreendimento com destaque para a fala do Wander, presidente do Conselho Metropolitano de Governador Valadares: “Vejo que o projeto Amor em Forma de Banho e vai dar muito trabalho para todo mundo, a Pastoral do Povo de Rua, as demais pastorais sociais, os voluntários, todo mundo” E acrescentou: “se não tem trabalho, muito trabalho não é vicentino”. O Pe. José Geraldo concluiu o ciclo de falas conclamando os poderes públicos das três esferas “a incluir o pobre nos seus orçamentos, a lembrar dos pobres em suas leis”, enfatizou.

Após a missa foi servido um jantar doado pelo Grupo Mãos que Acolhem, da Pastoral do Povo de Rua da Comunidade Senhor dos Passos, anfitriã do evento, seguido de apresentações culturais de grupos artísticos da região.

A Consocia Luzia Silva resumiu assim o clima no final da festa: “Nem parece mais que tem morador em situação de rua aqui. De banho tomado e barriguinha cheia, autoestima lá em cima, todos ficamos iguais. Que Deus seja louvado”!

Site da Diocese de Itabira e Coronel Fabriciano

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira
plugins premium WordPress Pular para o conteúdo