Semana Nacional da Família

É com imensa alegria que nos reunimos novamente para celebrar a Semana Nacional da Família, entre os dias 13 e 19 de agosto de 2023. A cada ano, somos agraciados com uma experiência única, vivenciando de maneira criativa os princípios que fundamentam nossas comunidades. Neste Ano Vocacional, compreendemos, de maneira ainda mais profunda, que a família é a nascente de todas as vocações. Por isso, o tema escolhido pela Comissão Nacional da Pastoral Familiar (CNPF) para esta Semana Nacional da Família é “Família, fonte de vocações”, e o lema é “Corações ardentes, pés a caminho” (Lc 24,32-33).

À medida que navegamos pelos tempos do Sínodo, somos chamados a compartilhar da comunhão, participação e missão que nos são confiadas. No seio da família, que é a Igreja doméstica, com suas alegrias e desafios, seus dons e fragilidades, é dentro desse ambiente que Deus convoca as diversas vocações a servir a missão da Igreja, cada uma com seus carismas únicos.

Quanto mais as famílias internalizarem a importância de cultivar os valores cristãos no seio de seus lares, testemunharemos com maior frequência o surgimento de vocações dedicadas a servir a Igreja em sua totalidade. É essencial que, como famílias cristãs, possamos ser a incubadora onde o chamado divino encontra solo fértil para germinar.

Devemos nutrir um ambiente onde as crianças e os jovens possam sentir o suave chamado de Deus ressoando em seus corações. Seja um chamado para o matrimônio, para o sacerdócio, para a vida religiosa, este chamado é divino, traçado pelo próprio Deus, e nenhum de nós deve ousar interferir em sua sublime trajetória. Em vez disso, nossa missão é facilitar sua descoberta, apoiando e encorajando aqueles que são chamados a essas nobres vocações.

Deixemos que a vontade de Deus seja a bússola que guia nossos passos e orienta as decisões que tomamos em nossas famílias. Acolhamos a vocação como um dom sagrado e deixemos que ela floresça naturalmente, regada pela graça divina e iluminada pela luz do Espírito Santo. Em nosso papel de guias e protetores, devemos zelar para que nossos filhos, netos e jovens tenham o espaço e o ambiente necessário para ouvir e discernir o chamado de Deus, sem interferências mundanas.

Com os corações inflamados e os passos orientados pelo caminho da fé, unimo-nos ao Sínodo e aos frutos deste Ano Vocacional, fortalecendo nossas famílias nos laços do amor e da vocação frutífera. Jamais nos esqueçamos de semear a semente da fé e da alegria de responder ao chamado de Deus. Sigamos incansavelmente ao encontro daqueles que buscam discernir o plano divino para suas vidas. Recordemos, também, de nos ajoelharmos em incessante súplica para que Deus envie trabalhadores para Sua messe. Este compromisso é ainda mais elevado na Semana Nacional da Família.
Assim, ao plantarmos o amor e a fé em nossas famílias, confiamos que Deus fará com que cresçam e frutifiquem as vocações que são um dom inestimável para toda a Igreja.

O ano de 2023 foi designado para relembrarmos, celebrarmos e redescobrirmos o dom precioso que cada indivíduo recebeu das mãos de Deus: a vocação. E se existe um lugar sagrado para a apreciação e descoberta dessa vocação, ele é chamado família. Portanto, “Família, fonte de vocações”, é dentro desse âmbito que as vocações devem ser nutridas. Cada família deve proporcionar um ambiente propício para que seus membros possam discernir o chamado divino, o qual Deus, em Seu amor infinito, depositou nos recessos de cada coração. Pois, a verdadeira felicidade só pode ser encontrada quando abraçamos a vocação que Deus nos destinou. Aquele que não encontra sua vocação não encontrará um coração pleno de alegria e realização.

Que a graça divina nos guie enquanto nos esforçamos para fortalecer nossas famílias como celeiros de vocações, cultivando o amor, a fé e a disposição para servir. Que o Espírito Santo nos ilumine nessa jornada, para que possamos ser fiéis à vocação que Deus plantou em cada um de nós. Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Amém.

Saudações em Cristo!

Dom Eurico dos Santos Veloso
Arcebispo Emérito de Juiz de Fora – MG

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Confira
plugins premium WordPress Pular para o conteúdo